Enquanto os filhos brincam… Separar um canto da sala onde as crianças possam brincar é um jeito de aumentar o tempo de convívio da família sem que o caos se instale

2

Por mais que eu goste de organização, acho que a sala é um local para reunir a família – e onde
há crianças, há brinquedos fazendo parte da família. (Eu, por exemplo, sou avó de umas quatro
bonecas!) Então, que os pequenos brinquem livremente e deem vazão à criatividade, mas
depois guardem tudo em seus lugares.

É por pensar assim que achei tão interessante a solução das arquitetas do escritório Tria
Arquitetura para o apartamento de um casal com dois filhos. Dá só uma olhada nas fotos.
Um dos quartos teve duas paredes demolidas e foi transformado em brinquedoteca. Mas uma
brinquedoteca aberta para a circulação e integrada à sala por uma estante modulada que é
vazada na parte inferior, onde fica uma lareira de chão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assim, enquanto os pais estão vendo TV, conversando ou ouvindo música, acompanham as
brincadeiras dos pequenos ali pertinho. E não são necessários mais que alguns segundos para
as crianças se juntarem aos adultos no sofá ou para os pais aderirem às brincadeiras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: Alessandro Guimarães

Repare nos recursos que contribuem para a organização no ambiente infantil. Sob a janela, um
banco-baú guarda os brinquedos usados na área, entre eles as caixas de jogos. Sobre o banco e
em alguns nichos da estante vão os bichos de pelúcia. As bolas ficam em suportes fixados na
parede do tipo lousa, onde os irmãos podem desenhar. E o tapete feito com módulos coloridos
de EVA protege o piso de madeira de arranhões e os joelhos dos pequenos de batidas.

E aí? Gostou desta ideia tanto quanto eu?!

Beijos,

Mica ♥