Assunto do dia: banheiro do cachorro! Aprenda já a lidar com o xixi e o coco do cachorro para que a casa esteja sempre limpa e com um cheirinho agradável

0

Educar o cão é como condicioná-lo a hábitos de organização: tem de começar desde cedo e
insistir até que o comportamento seja internalizado. E não há nada melhor do que fazê-lo se
acostumar ao tapete higiênico desde o primeiro dia, pois esse acessório é a opção mais eficaz
para evitar trabalheira extra ou acidentes desagradáveis – há produtinhos chamados de
atrativos caninos que ajudam nesta tarefa.

Por falar em tapete, saiba que você não precisa mais ficar refém dos descartáveis, que são
práticos, porém caros e nada ecológicos. Já existem modelos reutilizáveis bem bacanas
disponíveis nas prateleiras dos pet shops.

Seja qual for a sua opção, a troca ou a limpeza deve ser constante. “Cachorro não costuma
gostar de fazer suas necessidades em locais sujos. Desse modo, se a situação do tapetinho
estiver crítica, é natural que ele acabe procurando outro tapete para se aliviar”, alerta a
educadora canina Fernanda Mello.

Ah, lembra que num post anterior eu falei sobre a importância do passeio diário para reduzir o estresse do animal e aumentar a sua
imunidade? A prática também ajuda a diminuir o cheiro de fezes e urina na casa, uma vez que
os cães tendem a marcar seu território na rua (nem preciso dizer que pazinha e saco de lixo
são companheiros obrigatórios de caminhada, né?).

Cadê a sujeira que estava aqui?

Agora, se o caso é de emergência e você quer mesmo saber como limpar xixi ou coco feito fora
do lugar, esqueça a água sanitária, o vinagre e outras receitas improvisadas e opte por
produtos específicos para esse fim, que deixam qualquer outra solução no chinelo. São os
eliminadores – biológicos ou enzimáticos – de odores, feitos de microrganismos que
decompõem restos de fezes e urina. Ou seja, eles fazem os dejetos de-sa-pa-re-cem-rem de
verdade, minha gente! É mole ou quer mais?

Só atente às orientações da embalagem, pois existem versões liberadas para a aplicação em
tecidos e estofados e outras que deixam um pó residual e, portanto, vão bem apenas em áreas
externas e ambientes laváveis.

Beijos para você e pro seu amigão!

Beijos,

Mica ♥

Cachorro em casa: como organizar a rotina? Defina onde seu animal vai comer, fazer as necessidades e dormir, e a rotina fará a parte dela

0
cachorro dormindo

Eu não tenho bichos, mas vejo alguns clientes em dúvida sobre como lidar com essa questão na organização da casa. E o que eu digo sobre o assunto é o mesmo que digo em relação a todo o resto: tudo é hábito.

O fundamental é estabelecer onde será o banheiro do cachorro e onde ele vai comer – esses lugares não podem se misturar, tá? É igualzinho com seres humanos! E ele também precisa sair para passear, de preferência sempre nos mesmos horários.

Banheiro

Normalmente as pessoas organizam o banheiro na área de serviço. Porém, eu aconselho que seja um cantinho que não atrapalhe a rotina da casa, como na varanda, se possível. Na área de serviço a gente lida com produtos de limpeza e eles podem acabar colocando em risco a saúde do animal. Então deve-se tomar muito cuidado com isso.

Uma coisa que se fazia bastante era forrar o chão com jornal para que o bicho fizesse suas necessidades ali. Mas hoje existem tapetes higiênicos que funcionam muito melhor. Eles não só exalam um cheiro que atrai o cachorro, como absorvem o xixi e neutralizam os odores. Há versões descartáveis e outras laváveis, que duram até um mês.   

Comida

Não coloque água e ração perto do banheiro do animal. Encontre um cantinho definitivo para esses potes e delimite-o com um tapete. Assim, se alguma coisa cair, não sujará tudo ao redor. E, importante, estabeleça horários para as refeições, pois o cachorro precisa dessa previsibilidade para criar uma rotina. Traduzindo: comendo sempre na mesma hora, ele acabará criando uma rotina de banheiro.

A ração, assim como os petiscos, deve ser guardada em potes hermeticamente fechados para não sofrer com a umidade do ar nem pegar cheiro de outros produtos. Mantenha esse estoque fora do alcance do seu melhor amigo.

Brinquedos e remédios

Bolinhas, mordedores e ossos sintéticos ficam num cesto num espacinho definido da casa. Geralmente um ambiente onde o cachorro pode brincar sem o risco de quebrar nada. Já os medicamentos devem ser reunidos numa caixa com tampa e protegidos dentro de um armário.  

Cama

Muita gente fica com pena e deixa o cachorro passar a noite no quarto, às vezes na própria cama. Mas poucas coisas são piores que isso para quem tem alergia. Sem contar que tanto o animal pode passar alguma doença para o dono, como o dono para ele – conjuntivite, por exemplo. E existe outro problema: quando a pessoa viaja, o bichinho se sente só e não consegue dormir.

Minha dica é comprar uma caminha bem confortável, com tecido macio. E escolher o local onde ela ficará, para condicionar o pet a dormir ali. Para isso, vale deixar na caminha uma peça de roupa com o seu cheiro ou algum brinquedo de que ele goste muito. Mas eu sei que esse hábito depende muito da idade do bicho, se ele é filhote, adulto ou idoso, então, avalie. A ideia é criar hábitos para melhorar a sua vida e não para fazer você e seu pet sofrerem.

Tá tudo combinado? Então até o próximo post!

Beijos,
Mica ♥