Quarto de adolescente: nada como um lugar para cada coisa! Soluções de decoração que favorecem a organização merecem ser compartilhadas – é o caso deste projeto

Tem até nicho porta-copo no topo da cabeceira! E ainda tomadas embutidas para carregar a
bateria do celular e do tablet, além de um compartimento para livros. O painel amadeirado
ultrapassa a largura da cama e envolve um criado-mudo em laca amarela.

Econômica no espaço demandado, a luminária de leitura vai na parede da cabeceira, fixada
com ganchos nas chapas metálicas perfuradas que cobrem a superfície de cima a baixo. Os
quadros foram pendurados do mesmo modo, então não é preciso furar a parede para mudá-
los de lugar ou substituí-los por outros.

A parede acima da cama recebeu módulos de marcenaria calculados para organizar a coleção
de filmes e parte dos livros do garoto, fã de cinema (ele gosta tanto do tema que escolheu um
papel de parede que traz nomes de grandes diretores e atores!). Já o material escolar tem
endereço exclusivo: o gaveteiro amarelo com rodízios que se encaixa sob a escrivaninha.

Para fixar a TV de forma que ela possa girar de um lado para o outro, a arquiteta Ana Yoshida,
autora do projeto, encontrou uma solução engenhosa no suporte tubular instalado no teto e
na pezeira do leito, a qual também oferece espaço de armazenamento.

Gavetas rasas sob o tampo da escrivaninha guardam papeis, canetas e outros itens de
escritório, deixando a bancada livre, como eu sempre recomendo. E, na hora de estudar,
dicionários e outros volumes para consulta estão à mão, na estante colada na lateral do
guarda-roupa parcialmente espelhado.

Com todo o mobiliário disposto ao longo das paredes, a área central restou desimpedida,
permitindo abrir a cama extra escondida sob a principal. Assim, até hóspedes têm lugar neste
quarto de 10 m².

Gostou das ideias? Então aproveite!

Beijos,

Mica <3

Deixe seu comentário