Livros antigos sem cheiro de mofo: é possível, sim! O bicarbonato de sódio é o maior aliado de quem bobeou nos cuidados rotineiros e deixou os fungos atacarem a biblioteca

Quem, assim como eu, é fã de uma boa leitura já deve ter tido a experiência de passear pelos
corredores de uma livraria e se deliciar com o cheirinho das obras. Saiba que não é viagem,
não!

Livros são feitos de uma matéria-prima natural, a polpa de celulose extraída da madeira e
transformada em papel, que passa por tratamentos químicos para ficar branquinho. Depois,
aplicam-se as tintas durante a impressão. Tudo isso contribui para que os volumes recém-
chegados às prateleiras tenham aquele aroma de coisa nova tão fácil de identificar.
No caso dos exemplares antigos, a história é ainda mais interessante, pois o processo de
degradação do papel aos poucos vai liberando substâncias cujos odores lembram baunilha ou
amêndoas, por exemplo. Hum!

Mas, com o perdão do trocadilho, nem tudo são flores quando se trata dos itens mais
velhinhos. Às vezes, eles acabam apresentando aquele desagradável cheiro de mofo. E aí a
explicação é a mais simples possível: é mofo mesmo! Isso acontece quando os livros não são
bem cuidados – geralmente, ficam guardados em locais quentes e úmidos –, levando ao
surgimento de fungos no papel.

Ainda bem, é possível dar adeus a esses micro-organismos e ao futum que os acompanha. A
primeira coisa a se fazer é higienizar. Basta seguir os passos abaixo:

• Regule o aspirador na potência mais baixa e passe-o nas capas, lombada e bordas superior,
inferior e lateral para remover o pó.
• Com um pano macio e seco, limpe bem as capas e a lombada.
• Use uma trincha macia nas bordas, esfregando sempre em um único sentido.
• Faça o mesmo nas páginas, ao menos nas primeiras e nas últimas.
Na sequência, parta para o ataque o mofo.
• Escolha um pote com tampa em que o livro caiba, ou um saco com fecho hermético.
• Coloque algumas colheres de bicarbonato de sódio dentro da embalagem.
• Junte o livro ao recipiente e feche-o bem.
• Deixe assim durante dois ou três dias. Se o cheiro persistir, repita o procedimento.

Pronto! E para evitar que os fungos voltem, basta conservar direitinho sua biblioteca, como já
ensinei aqui.

Beijos,

Mica <3

 

Deixe seu comentário