Você conhece a linha Setorize by Micaela Góes? Ah, como foi bom brincar de ser designer de produtos e, ajudada por quem realmente entende do assunto, criar uma série de móveis para o quarto!

0

Hoje acordei saudosista. E a saudade, engraçado, é de um período aceleradíssimo que vivi no
ano passado, quando estava para entregar ao mundo a linha de móveis Setorize by Micaela
Góes. Que sufoco que foi desenvolver as cinco peças junto com os designers do Estúdio Baobá
e da Meu Móvel de Madeira, aprovar protótipos, fechar as cores e, então, aguardar
ansiosamente a produção das primeiras unidades para fazer o lançamento oficial na data
programada!
Foi uma fase muito intensa e estressante, mas de um estresse bom, criativo, daqueles que
levam a gente acordar no meio da noite com uma ideia incrível para solucionar algum detalhe
que ainda não está 100%.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando a Setorize desembarcou no catálogo online da Meu Móvel de Madeira (os móveis só
são vendidos pela internet), eu tive a certeza de que ela oferecia tudo o que eu considero
importante em termos de mobiliário funcional, que facilita a organização no quarto e no home
office, principalmente quando o espaço é pequeno.

Continuo pensando da mesma forma e adoro quando as pessoas se deparam com os produtos
em algum evento ou aqui na Casa Viva – que é centro de treinamento em organização e show
room da MMM – e ficam de queixo caído ao abrir gavetas e outros compartimentos e
perceber como foram planejados para acomodar cada coisinha que faz parte do nosso dia a
dia.

Quer ver só? Então dê uma boa olhada na Escrivaninha Setorize. Tá vendo esses vários nichos
e gavetas de diferentes cores? Pois então… as cores ajudam a lembrar o que vai dentro de

cada um e os formatos sugerem as finalidades: enquanto o nicho vertical oferece o tamanho
certo para acomodar pastas, as gavetas sob o tampo são ideais para papel sulfite e as
gavetinhas contemplam miudezas, a exemplo de canetas, lápis, borracha, grampeador e régua.

Com lugar para manter tudo o que é necessário no home office, a bancada fica livre para o
notebook e o que estiver em uso no momento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Cama de Casal Setorize não fica atrás em aproveitamento do espaço. Lençóis, mantas,
toalhas, livros e até sapatos cabem confortavelmente em seus seis gavetões (três em cada
lateral) e, na porção central da cama, os estrados são deslocáveis, o que ajuda um bocado
quando a gente precisa alojar itens maiores, como uma malinha ou cobertores pesadões.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Achou pouco? Então que tal acoplar à cama a Cabeceira Setorize? Ela inclui uma porta
basculante que dá acesso a um baú para edredons e travesseiros, liberando o armário.

E, sobre o tampo, vai uma série de gavetinhas e nichos onde você pode apoiar o livro que
estiver lendo, o celular, o carregador, um copo d’água e tantas outras coisas que costumam
ocupar a mesinha de cabeceira – quando ela cabe ao lado da cama, claro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se houver espaço para ela no seu quarto, então uma boa opção é o Criado-Mudo Setorize, que
também faz bonito na sala, transformado em mesa lateral.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para arrematar a linha e este post, falo da Cômoda Closet Setorize (veja no blog Minha Casa Minha Cara como eu aproveitei este modelo em uma transformação no Santa Ajuda). Ela é um verdadeiro 2 em 1, pois soma uma grande arara e um gaveteiro. Como as gavetas têm
alturas variadas, acomodam desde peças mais volumosas, como calças dobradas, a outras
menores, como roupas íntimas. E ainda  a é possível dispor alguns sapatos na prateleira inferior e
bolsas nos ganchos laterais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Que orgulho desses móveis! Agora você entende porque acordei saudosista, né?

Beijos,

Mica ♥

 

 

Como montar a mesa de natal? Louças elegantes, um arranjo maravilhoso, guardanapos de tecido. Todo o capricho na arrumação é bem-vindo!

1
mesa decorada para o natal

Quem gosta de receber sempre se esmera para deixar a mesa bonita. Mas nenhuma mesa é tão bonita quanto a mesa de Natal! Ela tem um encanto inexplicável.

E esse encanto tomou conta da equipe d’A Casa Viva – centro de cursos livres de organização que eu, a Stella Rangel, a Ivana Portella e a Fabíola Prado montamos no Rio – quando, na semana passada, produzimos esta linda mesa das fotos! Foi um trabalho que envolveu a cooperação de várias outras pessoas, numa sinergia que tem tudo a ver com o momento natalino.  

E eu, só de olhar para esta produção, já fico querendo que a noite de 24 de dezembro chegue logo para fazer muitos brindes e comer as delícias típicas da época! E são tantas delícias, que a Vovó Risoleta já nos deu várias receitas aqui! 

Se a sua casa vai ser o palco do natal da família, aposte no dourado para preparar uma decoração glamorosa. E isso não significa ter de gastar horrores. Como já falei num post recente, os serviços de aluguel de louças e complementos estão aí para nos livrar do sufoco em ocasiões especiais.

Decorando a mesa de natal d’A Casa Viva

Na verdade, foi o que fizemos aqui. Contamos com a colaboração da Santeh, empresa especializada em decoração de mesas. Foi o pessoal de lá quem trouxe os delicadíssimos jogos americanos e guardanapos de linho. Além de sousplats com contas que lembram pérolas, pratos com frisos dourados, taças e argolas para guardanapo que dão aquele toque a mais de sofisticação.

louças e decorações de mesa para o natal

O arranjo espetacular, montado com folhas e frutas pela Com Que Flor Eu Vou, ocupa o centro de tudo. E para um glamour ainda maior, tem a companhia de castiçais e taças de vidro de diferentes alturas usadas como porta-velas.

porta-velas e arranjo de mesa de natal com flores e frutas

Não sei se você percebeu, mas, na verdade, a mesa de jantar que montamos é a unção de duas Mesas Lótus da Meu Móvel de Madeira. Afinal, nosso objetivo era conseguir fazer com que 10 pessoas coubessem na sala de jantar confortavelmente. E tudo bem! Afinal de contas, não é todo dia que a gente recebe tantas pessoas para um jantar formal, não é mesmo?

mesa de jantar decorada para o natal

Sabe o que é sucesso garantido? Compor uma mesa de doces pertinho da principal. Enquanto jantam, os convidados vão devorar as sobremesas com os olhos! No nosso caso, escolhemos panetone trufado, bolo de nozes com baba de moça, torta de churros e bolo de figo da Fou Pour Le Sucre. E gente: não tenho palavras para descrever a delícia que são! E ficaram ainda mais irresistíveis servidos nos pratos e boleiras do Depósito de Ideias.

casa de bolacha

E é claro que não pode faltar a árvore de natal! Olha o tamanho da árvore da Cecilia Dale decorada com enfeites incríveis. 

micaela góes arrumando a árvore de natal

Aaah, como eu adoro esse clima de Natal!

Beijos e até o próximo post,
Mica ♥

Imagens: Micaela Góes

Brincou, guardou! Nunca é cedo para as crianças aprenderem a organizar as próprias coisas. E nada melhor do que começar pelos brinquedos.

3
criança brincando com boneca

O que seria da vida sem as caixas, hein, me diz? No quarto das minhas filhas, elas são várias! Porque cada um desses recipientes guarda um tipo e um tamanho de brinquedo. Separando desse jeito, não só fica mais fácil devolver os itens no lugar depois de brincar, como sempre encontrar o que procura. Ou quase!

Já que nós já aprendemos várias dicas para doar os brinquedos antigos, hoje eu dou as dicas que melhor funcionam com as crianças. E, se você é mãe ou pai de primeira viagem, vem descobrir envolver seus filhos na organização o quanto antes na organização, mais rápido isso se tornará um hábito para eles.

O sistema é fácil:

  1. Separe os brinquedos por tipos: bichos de pelúcia (aprenda a lavar e cuidar dos bichos de pelúcia aqui), bonecas e bonecos, carrinhos, brinquedos de montar (como o Lego), jogos de tabuleiro, bolas, itens para brincar de casinha, instrumentos musicais etc.
  2. Escolha caixas de diferentes tamanhos, de preferência transparentes e com tampa. Assim a criança visualiza facilmente o conteúdo. Você também pode usar etiquetas de identificação e, se seu filho ainda não souber ler, se valer de desenhos ou recortes de revista.brinquedos em quarto infantil
  3. Cada tipo de brinquedo vai para uma ou mais caixas, dependendo da quantidade e do porte dos itens. Um exemplo: bonecas pequenas em uma caixa pequena e bonecas grandes em um baú. Evite caixas ou baús muito grandes, pois as peças que ficam no fundo dificilmente são acessadas.
  4. Aproveite os brinquedos maiores e mais bonitos na decoração. Deixando-os à vista em prateleiras e nichos.
  5. Seus filhos adoram aquelas miniaturas que insistem em desaparecer? Transforme-as em coleções e as organize em expositores . Como estes, da Meu Móvel de Madeira, que podem ser dispostos tanto na horizontal quanto na horizontal. estantes para coleção de brinquedos
  6. Que tal fixar ganchos ou outros suportes nas paredes e neles pendurar skates, patins e patinetes?
  7. Lembre-se de que tudo deve ficar numa altura adequada à da criança. Só coloque no alto de armários e estantes aqueles brinquedos mais delicados ou que pedem o acompanhamento de um adulto durante a diversão.
  8. Por fim, dê uma de Micaela e repita para os seus filhos o que eu sempre digo no Santa Ajuda: se tirou do lugar, coloque de volta.

Bora chamar as crianças para arrumar o quarto?!

Beijos,
Mica ♥

Imagens: Oksun70/iStock, Katarzyna Bialasiewicz/iStock e Meu Móvel de Madeira

A Casa Viva: estreia emocionante! O Rio de Janeiro já tem o seu endereço da organização, uma casa montada com o auxílio de parceiros incríveis e inaugurada sob as bênçãos de um céu azul como nunca!

2
Imagem do corcovado Rio de Janeiro

Entrada e fachada em parede viva da casa viva

No dia 26 de agosto de 2017, um sábado ensolarado na Cidade Maravilhosa, nasceu A Casa Viva. Linda e saudável, medindo 800 m². Filha de quatro mães – eu, a Stella Rangel, a Fabíola Prado e a Ivana Portella. E apadrinhada por não sei quantas pessoas queridas e empresa. A Casa Viva veio ao mundo com uma missão clara: ser um polo de geração de conteúdo sobre organização.

lançamento da casa viva

E o nascimento foi repleto de emoção! Às 11 horas em ponto – porque pontualidade tem tudo a ver com organização –, quem aguardava do lado de fora teve acesso ao nosso jardim. Todos contemplaram, pela primeira vez, a logomarca d’A Casa Viva, exposta em uma parede viva. Eu fiquei na área da piscina, recebendo os convidados e autografando meu livro.

área da piscina da casa viva

E então abrimos as portas da casa! Foi uma emoção sem tamanho ver todo mundo entrando enquanto um DJ tocava “A Casa é Sua”, do Arnaldo Antunes. Como eu havia prometido, teve coquetel com espumante, água saborizada, cafés e, é claro, o bolo do amor da vovó Risoleta.

Bolo do amor da Vovó Risoleta

E então as pessoas começaram a circular pelo espaço. Descobrindo, aos poucos, os muitos detalhes de organização e decoração. O primeiro ambiente visitado foi o quarto de casal, montado com a linha de móveis Setorize, desenvolvida por mim em parceria com o Estúdio Baobá e a Meu Móvel de Madeira, que produz e vende as peças.  Quer conhecer a Linha Setorize? Clique aqui

quarto de casal com a linha setorize

Não tenho como expressar meu agradecimento ao Ronald Heinrichs, CEO da Meu Móvel de Madeira, que forneceu todo o mobiliário usado nas salas, no quarto infantil, no closet, no escritório, na varanda, enfim, na casa inteira.

sala de estar em tons de azul quarto infantil montessoriano

Depois, quando o talkshow com o Peter Walsh ia começar, foi uma satisfação observar toda aquela gente à vontade! Todo mundo se esparramando pelo chão, ocupando os pufes, sofás e poltronas para ouvir sobre nossas experiências como personal organizers, o Peter lá nos Estados Unidos e eu aqui. E ninguém ficou de fora dessa conversa descontraída, pois tivemos tradução simultânea!

Stella Rangel, Ivana Portella, Micaela Góes, Fabiola Prado, socias dA Casa Viva com Peter Walsh talk show com peter walsh

Tudo deu muito certo! E olha que repetimos a dose às 16 horas, quando recebemos a segunda turma inscrita para o evento. Quem definiu bem foi a Stella, que disse assim: “Estava um dia lindíssimo, com o sol brilhando e deixando tudo com muitas cores, muito brilho, muita luz e muita energia positiva, com o Cristo Redentor de braços abertos abençoando a gente”. Ela estava inspirada, não?Vista de uma das janelas da casa viva

Além de ouvir várias pessoas querendo se matricular em nossos cursos e até trabalhar aqui, sabe o que quase nos matou de orgulho? Foi a turma comentar que a organização no Brasil passou a ter um antes e depois da Casa Viva. Ah, demais!

Ainda bem que filmamos e fotografamos tudo, porque eu quero reviver esses momentos muitas vezes. Momentos que contaram com a contribuição de cada um dos padrinhos e madrinhas da Casa Viva, um time grande a quem agradecerei sempre, começando agora:

Meu Móvel de Madeira, Altenburg, Estúdio Noz, Falmec, Organizzata, 3M, Coza, Plasútil, Companhia dos Cabides, Arthi, Labluz, All Fabricar, CEG, Eucatex, Auxílio Luxuoso, Mio Mundo, Cris Roberto, Nair Rangel, Daisy Xavier, Estúdio Grabowsky, Squarefoot, Ayla, Mercado das Pulgas, Kilim Tapetes, Casa 6D, Estúdio Baobá, Grito Design, Denise Delalamo, Go Coach, Daniel Kullock e Queen Filmes – muitíssimo obrigada!

E quando é que eu terei o prazer de te receber na nossa Casa Viva? Vem me visitar, vem! Enquanto isso, espia só essas fotos lindas d’A Casa Viva:

sala de jantar com duas mesas grandes postas lado a lado quarto de casal com biombo para fotos sala de jantar com mesa redonda e estantes de livros estantes com pastas organizadoras coloridas Closet da da casa viva quarto de casal grande com cama com gavetas

Fotos: DKE Fotografia e Equipe Micaela Góes