5 formas de usar a escova de dente velha na faxina Ela faz maravilhas na limpeza de cantinhos difíceis e até de utensílios de cozinha

0

Todo dentista ensina que a cada três meses a gente deve trocar as escovas de dente. E eu faço
isso religiosamente. Mas não é porque elas não servem mais para usar na boca que devem ir
diretamente para o lixo! Aqui em casa, elas se transformam em ótimos acessórios de limpeza,
mas não sem antes ser muito bem higienizadas.

Para isso, lave as escovas com detergente e água morna e, em seguida, faça a desinfecção
seguindo a dica que eu dei aqui um tempo atrás: deixe-as de molho por 15 minutos em uma
solução de água sanitária bem diluída. Pode pingar umas 10 gotas do produto em 500 ml de
água. Depois enxague bastante para eliminar os resíduos da água sanitária e as escovas
estarão prontas para limpar uma série de coisas, como explico daqui a pouco.
Mas, antes disso, eu preciso dar três avisos muito importantes:

Fica a dica 1: Nunca use a mesma escova para diferentes funções: a
escovinha que ajuda na lavagem da louça é só para lavar louça, por exemplo. Se for preciso,
identifique cada uma com uma etiqueta e não as guarde no mesmo local.

Fica a dica 2: Sempre que terminar de usar as escovas de dente na limpeza
da casa, lave-as e desinfete-as. Depois é só secar.

Fica a dica 3: Quando estiver na hora de jogar fora a escova, descarte-a junto
com outros itens plásticos recicláveis.

O que e como limpar

Ralinhos, base das torneiras e bocal dos chuveiros – nos banheiros

Vai dizer que após a faxina nunca sobra um pouquinho de limo no ralo da pia ou no encontro
da torneira com ela? Pois teste esfregar esses cantinhos ingratos com a escova e você verá
como não há sujeira que resista! Faça isso primeiro só com um pouquinho de água e, depois,
acrescente uma gotinha de detergente ou desinfetante. No final, seque.
Já o bocal dos chuveiros, que tende a acumular sedimentos contidos na água, deve ser
removido e deixado de molho em vinagre diluído em água morna (partes iguais). Após alguns
minutos, passe a escova nos furinhos para desentupi-los.

Descascadores, raladores e saleiros – acessórios de cozinha

Descascar batata e ralar cenoura é fácil – difícil é deixar as ferramentas para isso 100% limpas
depois! Esses utensílios têm reentrâncias que a esponja não alcança de jeito nenhum, mas a
escova de dente sim. Por isso tenha sempre uma delas na pia da cozinha, pronta para agir em
parceria com o detergente para louça. Ela também será de grande valia na hora de limpar os
furinhos de saleiros e pimenteiros.

Trilhos de boxes e de outras portas de vidro deslizantes

Para que essas ferragens não juntem mofo e sujeira, tome o cuidado de limpá-las muito bem
uma vez por semana (boxe do chuveiro) ou a cada 15 dias (demais situações). Uma forma
eficiente de higienizá-las é aplicando uma mistura de álcool (1 colher de sopa), bicarbonato de
sódio (2 colheres de sopa), vinagre (1 xícara) e água morna (1 xícara). Deixe-a agir por uns 10
minutos para que o lodo saia mais facilmente quando você passar a escova de dente. Enxague
e seque.

Rejunte de azulejos e pisos cerâmicos

Vinagre branco e escova de dente formam a dupla dinâmica contra rejuntes encardidos e
mofados! A dica é umedecer o rejunte com vinagre branco (de álcool ou de uva) por 10 a 15
minutos e então passar a escova sem fazer força. Realizar o serviço por partes tem suas
vantagens, já que o vinagre nunca deve secar sobre o rejunte: se isso acontecer, aí será muito
difícil removê-lo. Para finalizar, limpe a superfície com pano úmido e, se o cheiro de vinagre
ainda estiver forte, acrescente um pouquinho de desinfetante ao pano.

Escovas de cabelo e pentes

Pentes nem são tão difíceis assim de lavar, mas escovas de cabelo… Não basta retirar os fios
que ficam retidos entre as cerdas, pois elas permanecem meio engorduradas. O dia em que
percebi que bastava esfregar as cerdas e a estrutura da escova com uma escovinha de dente e
detergente neutro, foi uma alegria! E agora faço o mesmo com os pentes. Aí é só enxaguar e
secar.

Depois me conta se as dicas funcionaram a contento!

Beijos,

Mica

 

Vinagre e bicarbonato: eficiência na faxina Se você ainda não sabe, esses dois produtos fazem maravilhas pela sua casa E eu te ensino a usá-los!

vinagre e bicarbonato de sódio com escova e esponja para limpar

Não é história da carochinha nem dica ultrapassada: o bicarbonato e o vinagre, são itens que quase todo mundo guarda na despensa, e são poderosos agentes de limpeza que não deixam nada a dever aos produtos industrializados.

O bicarbonato é desodorizante, tira-manchas e bactericida. Já o vinagre, além de eliminar cheiros, também tem propriedades desinfetante, germicida e repelente. Não bastassem essas qualidades, ambos são biodegradáveis e não causam alergias, como pode acontecer com muitos dos produtos feitos para limpar.

Agora que você já entendeu porque vinagre branco e bicarbonato são eficientes, saiba como tirar o melhor proveito deles na faxina.

Quando usar o vinagre?

  • Armários com mofo ou cheiro de umidade: aplique uma solução em partes iguais de água e vinagre em todo o interior do móvel. Deixe as portas fechadas por duas horas, depois passe um pano limpo e mantenha o armário aberto por algumas horas antes de guardar os itens;
  • Estofados cheirando a cigarro: elimine o odor borrifando uma mistura pouco concentrada de vinagre e água nas peças;
  • Lavadora de roupas: adicione 150 ml de vinagre à limpeza do tambor, feita com água. Isso elimina fiapos;
  • Limpeza geral: depois de tirar o pó das superfícies, em vez de passar um pano úmido comum, experimente uma solução em partes iguais de vinagre e água. Aproveite que eu já ensinei a montar o seu kit de limpeza e mão na massa!
  • Micro-ondas: use-o para aquecer uma mistura de vinagre e água durante cinco minutos. Depois, passe-a em todo o interior do equipamento com uma esponja. Use um pano limpo para secar;
  • Superfícies de inox: para devolver o brilho a torneiras cromadas e pias de inox, prepare uma mistura em partes iguais de água e vinagre e use-a para umedecer um pano limpo. Passe-o em toda a superfície, molhando o pano na solução de vez em quando. Para finalizar, aplique uma esponja com água e detergente neutro, enxague e seque com um pano limpo;
  • Vaso sanitário: despeje vinagre no interior da bacia para desinfetá-la e retirar manchas. Após uma hora de molho, esfregue e dê descarga. Se houver mau cheiro, jogue três xícaras de vinagre e um pouco de água sanitária dentro do vaso. Aguarde 30 minutos e dê descarga;
  • Vidros e espelhos: para a limpeza rotineira, dilua duas colheres de sopa de vinagre em dois litros de água quente. Com um pano de microfibra – que não solta fiapos –, passe essa mistura nas superfícies e depois enxugue com um pano limpo. Caso o vidro esteja muito sujo, antes de aplicar a solução acima, lave-o com água e detergente neutro;

Quando usar o bicarbonato?

  • Forno, fogão e interior da geladeira: dilua uma colher de sopa de bicarbonato em 500 ml de água morna. Com um pano limpo, passe esse preparado em todas as superfícies. Depois use outro pano para enxugar;
  • Limpeza geral do banheiro: use escova, bicarbonato e água morna. Deixe agir por cinco minutos, enxágue e seque;
  • Panelas e assadeiras com o fundo queimado: polvilhe bicarbonato no interior das peças, jogue água fervente, espere 15 minutos e lave como de costume;
  • Potes plásticos com cheiro forte: deixe-os de molho por 30 minutos em uma solução de bicarbonato e água. Em seguida, lave normalmente;
  • Rejunte mofado e com manchas: Se for assim, parta para o ataque usando uma receita que me foi ensinada tempos atrás pelo microbiologista Marco Antônio Lemos Miguel, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É fácil: prepare uma pasta concentrada de bicarbonato de sódio (1 colher) e água (2 colheres). Aplique no rejunte, aguarde 30 minutos e então esfregue com uma escova ou vassoura. Depois basta enxaguar e secar;

Quando usar os dois juntos?

  • Rejunte de azulejos e pisos cerâmicos: a limpeza rotineira pede uma mistura de 40 ml de água, uma colher de sopa de bicarbonato, uma tampinha de álcool e 40 ml de vinagre. Mas, cuidado: acrescente o vinagre aos poucos porque, em contato com o bicarbonato, ele provoca uma reação química que faz a mistura espumar. Transfira o preparado para um borrifador e com ele vá umedecendo o rejunte. Esfregue com uma esponja, enxágue e seque. Dois lembretes: não guarde a mistura pronta e prepare-a na quantidade que precisar, sempre obedecendo as proporções acima;
  • Tapetes e carpetes: limpe-os com uma mistura de duas colheres de sopa de vinagre e dois litros de água. Se houver sujeira, acrescente bicarbonato à solução e borrife-a sobre as manchas. Após dez minutos, escove novamente e deixe secar. Para acabar com algum cheiro impregnado, apenas pulverize as peças com bicarbonato e logo depois passe o aspirador.

Ufa! É coisa à beça, mas aposto que se você experimentar essas receitinhas, vai amar o resultado! Sabe o que você pode fazer? Imprimir este post e deixá-lo junto dos materiais de limpeza. Assim pode consultar facilmente as dicas e incorporá-las à rotina da casa. Bora deixar tudo limpinho e brilhando!

Beijos,
Mica

Imagem: iStock

Limpeza: kit básico de produtos e dicas práticas O post de hoje é para marinheiros de primeira viagem e também para quem já tem alguma experiência na faxina da casa!

0
pessoa segurando o kit de limpeza

Mesmo que você não curta muito a ideia de colocar as próprias mãozinhas na massa e prefira pagar uma faxineira, não dá para simplesmente fingir que o assunto limpeza não existe. Por isso eu preparei este post. Digamos que aqui você encontra o mínimo – e um pouquinho mais! – que precisa conhecer a respeito.

E o primeiro passo é saber que produtos comprar, já que as prateleiras de materiais de limpeza nos supermercados parecem não ter fim.

Com a cesta básica que eu indico aqui, juro que você resolve a limpeza rotineira sem nenhuma dificuldade. Você vai precisar de:

  • Detergente neutro;
  • Desinfetante;
  •  Desengordurante;
  •  Tira-limo;
  •  Produto multiuso;
  •  Panos de microfibra: eles são melhores porque não soltam fiapos como o algodão;
  •  Escovas;
  •  Baldes;
  •  Vassoura de pelo e vassoura de cerdas duras;
  •  Luvas.

Esses são os produtos que eu não dispenso, mas sei bem que tem gente que não vive sem água sanitária, não é, não? Ou sem limpa-vidros, lustra-móveis… Por isso fique à vontade para acrescentar ou retirar itens do kit conforme as suas preferências.

Algumas dicas vão facilitar o trabalho e garantir que a limpeza seja mais eficiente.

  1. Reserve um balde para guardar os produtos em uso. Assim, na hora da faxina, é só carregá-lo pela casa e você terá tudo de que precisa à mão.
  2. Separe um pano somente para o banheiro. Sabe por quê? Porque as bactérias que habitam esse ambiente são exclusivas dele e você não vai querer levá-las para o restante da casa, vai?
  3. Ter panos de diferentes cores ajuda a saber qual usar em que situação. Mas nada impede que sejam todos iguais e você os identifique escrevendo a função a caneta. Em áreas onde se aplicam produtos à base de cloro, como a água sanitária, é melhor ficar com um pano branco.
  4. Por uma questão de higiene, balde para limpeza é um e balde para lavar roupas é outro. Identifique cada um com etiquetas e ninguém ficará confuso.
  5. Não guarde materiais de limpeza junto de alimentos.
  6. Preste atenção às datas de validade e sempre ponha em uso os produtos mais próximos do vencimento.

E aí, bora botar tudo em prática? Me conta nos comentários o que você achou!

Beijos,
Mica!

Imagem: iStock