Botas, sapatos, bolsas e casacos de couro livres de mofo A umidade atacou seus acessórios queridos? Aprenda como livrá-los das manchas

0
Escovas, vaselina e panos para limpar e tratar bota de couro.

 

Eliminar o mofo de itens de couro, nobuck, camurça e outros materiais do tipo não é tarefa das mais fáceis. Sabe qual é o grande risco? Causar um estrago maior ainda.

Antes de passar as receitinhas caseiras, eu preciso fazer alguns alertas: não é porque você conseguiu salvar uma bolsa que terá o mesmo sucesso com outra aparentemente do mesmo material. Tudo depende de como a matéria-prima (o couro, o nobuck etc) foi produzida, dos corantes utilizados, do acabamento final.

Se o bolor estiver em fase inicial, é possível que uma limpeza feita em casa consiga acabar com ele. Mas se o ataque for mais profundo… ih, melhor recorrer aos serviços de lavanderias especializadas.

Agora que você já conhece os poréns envolvidos, vamos às dicas para cada material suscetível ao problema.

Couro: primeiro passe uma flanela limpa para tirar o pó de todo o sapato (ou do casaco, da bolsa…). “Se o mofo estiver começando, você pode tentar eliminá-lo aplicando uma mistura em partes iguais de água e vinagre branco”, explica Baltazar Guedes, do CRC – Centro de Recuperação do Couro. Esfregue delicadamente a área mofada e deixe secar à sombra. Nada de querer acelerar o processo e colocar ao sol ou atrás da geladeira, porque isso só faz o couro endurecer.
Após a limpeza, é necessário hidratar o couro – aliás, faça isso a cada seis meses para garantir a aparência do material. Você pode usar tanto óleo mineral ou de amêndoas como vaselina ou silicone, aplicados com um pano. Passe uma flanela limpa para retirar o excesso, deixe secar mais um pouco e só então guarde a peça em local arejado.

Camurça, chamois e nobuck: o Baltazar, do CRC, me explicou que esses materiais são muito difíceis de limpar e que a receitinha caseira que funciona em um determinado sapato pode não funcionar em outro, por exemplo. Então, você tem de ir devagar. Primeiro, passe uma escova com cerdas de náilon, daquelas bem macias, em toda a peça, sempre no mesmo sentido. Se ainda restar alguma mancha, faça um teste: umedeça um algodão naquela mesma mistura de água e vinagre e passe levemente em um cantinho escondido da peça, já tomando o cuidado de secar em seguida. Se não manchar, então faça o procedimento na área atingida pelo mofo e seque rapidamente.

Pelo: o que funciona aqui é a benzina, aplicada com um chumaço de algodão.

Agora, se o mofo estiver em fase avançada ou você não conseguir eliminá-lo com essas dicas, procure uma lavanderia especializada nesses materiais, tá?

Beijos,
Mica!

Imagem: Antonis Liokouras/iStock

 

LEIA MAIS

10 dicas de ouro sobre acessórios de couro Cuidando bem deles no dia a dia e guardando-os corretamente, eles vão durar muito mais

0
Jaqueta, sapatos, bolsa e guarda-chuva feitos de couro, camurça e nobuck.

Você já deve ter notado que itens de couro, camurça e nobuck são os que mais sofrem com a umidade no armário. Por isso, quando as temperaturas caem, é preciso dar uma boa conferida naqueles calçados que ficaram guardados por meses, esperando a hora de voltar ao serviço. E o que vale para sapatos também vale para casacos e bolsas desses mesmos materiais.

Na rotina diária, há 10 regrinhas que são comuns a peças de todos esses materiais, então vamos começar por elas:

1. Depois de usar qualquer sapato ou casaco, deixe a peça em local ventilado por pelo menos 12 horas antes de guardá-la.
2. Choveu e molhou? Secou! Aplique folhas de papel-toalha para enxugar o máximo possível. Depois deixe as peças longe do sol, mas em área ventilada, para acabar de secar.
3. Evite usar o mesmo calçado dois dias seguidos. Como casacos de couro são forrados, essa restrição não os afeta.
4. Limpe os sapatos antes de guardá-los: passe um pano umedecido em detergente na sola e uma flanela seca no restante.
5. Calçados mais estruturados manterão sua forma se você os preencher com modeladores específicos para esse fim ou com jornal embolado. Para botas femininas, existem suportes feitos para impedir que o cano se dobre e fique marcado, como este que mostro aqui:

Modelador plástico para botas de cano alto.
Você também pode lançar mão de uma cartolina enrolada ou de uma garrafa PET.

6. Use pedaços de TNT para fazer trouxinhas recheadas com uma colher de bicarbonato de sódio. Feche com barbante ou elástico e coloque uma trouxinha dentro de cada pé de sapato. Isso vai acabar com a umidade e evitar aquele cheirinho que a gente conhece bem… Argh!
7. Se não quiser deixar os sapatos expostos, guarde-os em saquinhos de TNT – com um visor transparente –, mas nunca em embalagens plásticas, viu? Nunca! O TNT é permitido porque ele deixa o ar circular, ao contrário do plástico.
8. O mesmo vale para casacos de couro, camurça e nobuck: ao pendurá-los em cabides, proteja-os do pó com capas de TNT.
9. Durante os meses quentes do ano, lembre-se de sempre tirar os itens de couro de dentro do armário para que eles ventilem por uns dois dias. Depois guarde novamente. Faça isso a cada 15 dias.
10. Importantíssimo: não use aqueles potinhos anti-mofo, que têm cloreto de cálcio no interior, em armários onde você guarda roupas e sapatos de couro, pois o efeito pode ser exatamente o contrário do esperado: as peças podem manchar. Foi um especialista no assunto, o Baltazar Guedes, proprietário do CRC – Centro de Recuperação do Couro, quem me explicou que aquela água que se forma no pote produz gases que atacam o couro. Daí as manchas. Entendeu?

Tudo pronto para essas pequenas mudanças na rotina? Você não irá se arrepender, eu garanto. Até o próximo post!

Beijos,
Mica!

Imagens:  Alena Mozhjer/iStock e Reprodução