Você conhece a linha Setorize by Micaela Góes? Ah, como foi bom brincar de ser designer de produtos e, ajudada por quem realmente entende do assunto, criar uma série de móveis para o quarto!

0

Hoje acordei saudosista. E a saudade, engraçado, é de um período aceleradíssimo que vivi no
ano passado, quando estava para entregar ao mundo a linha de móveis Setorize by Micaela
Góes. Que sufoco que foi desenvolver as cinco peças junto com os designers do Estúdio Baobá
e da Meu Móvel de Madeira, aprovar protótipos, fechar as cores e, então, aguardar
ansiosamente a produção das primeiras unidades para fazer o lançamento oficial na data
programada!
Foi uma fase muito intensa e estressante, mas de um estresse bom, criativo, daqueles que
levam a gente acordar no meio da noite com uma ideia incrível para solucionar algum detalhe
que ainda não está 100%.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando a Setorize desembarcou no catálogo online da Meu Móvel de Madeira (os móveis só
são vendidos pela internet), eu tive a certeza de que ela oferecia tudo o que eu considero
importante em termos de mobiliário funcional, que facilita a organização no quarto e no home
office, principalmente quando o espaço é pequeno.

Continuo pensando da mesma forma e adoro quando as pessoas se deparam com os produtos
em algum evento ou aqui na Casa Viva – que é centro de treinamento em organização e show
room da MMM – e ficam de queixo caído ao abrir gavetas e outros compartimentos e
perceber como foram planejados para acomodar cada coisinha que faz parte do nosso dia a
dia.

Quer ver só? Então dê uma boa olhada na Escrivaninha Setorize. Tá vendo esses vários nichos
e gavetas de diferentes cores? Pois então… as cores ajudam a lembrar o que vai dentro de

cada um e os formatos sugerem as finalidades: enquanto o nicho vertical oferece o tamanho
certo para acomodar pastas, as gavetas sob o tampo são ideais para papel sulfite e as
gavetinhas contemplam miudezas, a exemplo de canetas, lápis, borracha, grampeador e régua.

Com lugar para manter tudo o que é necessário no home office, a bancada fica livre para o
notebook e o que estiver em uso no momento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Cama de Casal Setorize não fica atrás em aproveitamento do espaço. Lençóis, mantas,
toalhas, livros e até sapatos cabem confortavelmente em seus seis gavetões (três em cada
lateral) e, na porção central da cama, os estrados são deslocáveis, o que ajuda um bocado
quando a gente precisa alojar itens maiores, como uma malinha ou cobertores pesadões.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Achou pouco? Então que tal acoplar à cama a Cabeceira Setorize? Ela inclui uma porta
basculante que dá acesso a um baú para edredons e travesseiros, liberando o armário.

E, sobre o tampo, vai uma série de gavetinhas e nichos onde você pode apoiar o livro que
estiver lendo, o celular, o carregador, um copo d’água e tantas outras coisas que costumam
ocupar a mesinha de cabeceira – quando ela cabe ao lado da cama, claro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se houver espaço para ela no seu quarto, então uma boa opção é o Criado-Mudo Setorize, que
também faz bonito na sala, transformado em mesa lateral.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para arrematar a linha e este post, falo da Cômoda Closet Setorize (veja no blog Minha Casa Minha Cara como eu aproveitei este modelo em uma transformação no Santa Ajuda). Ela é um verdadeiro 2 em 1, pois soma uma grande arara e um gaveteiro. Como as gavetas têm
alturas variadas, acomodam desde peças mais volumosas, como calças dobradas, a outras
menores, como roupas íntimas. E ainda  a é possível dispor alguns sapatos na prateleira inferior e
bolsas nos ganchos laterais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Que orgulho desses móveis! Agora você entende porque acordei saudosista, né?

Beijos,

Mica ♥

 

 

Como organizar as bolsas? Se a gente adora exibi-las em público, por que não fazer o mesmo em casa?

0
closet

Eu adoro quando vejo ou fico sabendo como as pessoas usam as minhas ideias para organizar a própria casa. Dessa vez, foi uma amiga que se valeu das dicas que eu dou em um vídeo recente, gravado com a youtuber Maddu Magalhães, sobre como guardar bolsas e sapatos. (Bateu a curiosidade? É só clicar aqui para ver tudinho!)

Mulheres têm bolsas de tudo quanto é formato, tamanho e material. Bolsas para o dia a dia, para festa, fim de semana, parque, praia, viagem – é bolsa que não acaba mais! E a melhor forma de guardá-las, na minha opinião, é bem à vista. Assim nenhuma fica esquecida nem mofando no fundo do armário.

Na conversa com a Maddu, sugeri a instalação de várias prateleiras em uma das paredes do closet. Prateleiras de alturas e profundidades diferentes, que acomodem com capricho toda a variedade não só de bolsas, mas também botas, sandálias, sapatilhas e scarpins que a Maddu coleciona.

E a minha amiga fez o quê? Se inspirou nessa ideia e a adaptou à própria realidade. Como ela não dispõe de um closet, deu novo uso aos nichos da estante do quarto, sobre a qual fica a TV. Espia só como ficou:

rack com nichos e bolsas expostas

Ela seguiu exatamente o que eu recomendei. Colocou as bolsas de lado, como se fossem livros – assim visualiza-se cada exemplar sem que se tome muito espaço. E adotou o critério de cor para separar os modelos pelos seis vãos.

No nicho central, ela usou uma caixa transparente para acomodar as peças menores, como carteiras e bolsinhas de festa.

Uns ganchinhos fixados sob as prateleiras podem servir para pendurar os modelos mais molinhos, feitos de tecido, que não param em pé sozinhos. Assim, tudo fica arrumado e fácil de identificar.

Viu como não é nada complicado encontrar uma solução para as bolsas?!

Beijos,
Mica ♥

Imagens: A Casa Viva | Cris Teixeira

Como dobrar camisetas? Já que tem gente que considera essa tarefa desafiadora, vamos a ela!

0
como dobrar camisetas

Mães, vocês vão me entender, eu sei. Quer coisa mais irritante do que a criança ou o adolescente que justifica a bagunça no armário afirmando que dobrar camisetas corretamente é quase impossível?

Se você já ouviu isso uma, duas, três vezes, chega! Pegue seu filho ou sua filha pela mão, abra a gaveta e comece a ministrar a difícil lição do dia:

Forma 1:

como dobrar camisetas

  1. Apoie a camiseta sobre uma superfície plana, com as costas viradas para cima.
  2. A partir do fim da gola, dobre uma das laterais em direção ao meio. Dobre a manga.
  3. Repita os passos 2 e 3 com a outra lateral.
  4. Dobre ao meio.

Pronto! Muito complicado, né?!

Então vamos facilitar. Para isso, você pode contar com a ajuda de um gabarito para dobrar camisetas (vendido em home centers e lojas de organização) ou, quem diria, uma tábua plástica para cortar carne – só não vale ora usar a tábua na cozinha ora no quarto, tá? Compre uma mais em conta pra usar especificamente para dobrar as roupas. 

Forma 2:

como dobrar camisetas com uma tabua de carne

  1. Apoie a camiseta sobre uma base plana e posicione o gabarito ou a tábua sobre as costas, na altura da gola.
  2. Dobre uma das laterais sobre o molde. E dobre a manga.
  3. Repita os passos 2 e 3 com a outra lateral.
  4. Dobre a parte de baixo sobre o gabarito.
  5. Se essa parte ficar mais comprida, dobre a ponta para dentro, alinhando com a gola.
  6. Tire o molde e… voilá: camiseta dobrada direitinho!

O melhor de usar um molde é que todas as peças ficarão exatamente do mesmo tamanho e essa padronização da dobra é um alívio para a visão.

Dobradas assim, as camisetas ficarão perfeitas tanto em prateleiras quanto em gavetas – só não faça uma pilha muito alta, pois será difícil pegar um item de baixo. Mas ainda existe a opção de, após seguir os passos anteriores, dobrar as camisetas novamente em três para colocá-las de pé dentro das gavetas.

Essa ideia é especialmente bem-vinda para quem tem muitas peças, pois permite a visualização de todas. E elas podem ser dispostas como em um arco-íris, ou seja, por cores, o que dá um efeito bem bonito.

como dobrar camisetas

Para facilitar esse tipo de organização, as lojas especializadas vendem divisórias extensíveis que se adaptam a gavetas de diferentes tamanhos e asseguram que nada saia fora do lugar.

Se seus filhos ainda assim reclamarem de dificuldade, em vez de desenhar para eles, assistam juntos este vídeo, onde eu mostro – passo a passo –  como dobrar a camiseta.  Será o fim das desculpas esfarrapadas!

Beijos,
Mica ♥

Imagens: Cómo Organizar la Casa/Arquivo pessoal