Despensa sem traças nem carunchos Saiba como se ver livre desses insetos que insistem em se alimentar de grãos e farináceos que guardamos no armário.

5

Uma coisa que me irritava profundamente, além de me tirar o apetite, era encontrar traças e
carunchos no arroz e em outros grãos. Até que um dia resolvi me informar de verdade sobre o
assunto e aprendi um bocado – inclusive a me livrar dos pestinhas! Descobri, por exemplo, que
o nome popular oficial da traça dos alimentos (que é diferente daquela encontrada em roupas
e livros) é traça-indiana-da-farinha.

A luta contra essas pragas começa no supermercado, feira ou mercearia, pois muitas vezes a
comida sai contaminada do ponto de venda – e, não raro, já foi parar lá nessa mesma
condição. Portanto, nada mais recomendável que fazer uma bela inspeção nos alimentos antes
de levar qualquer coisa. Prefira comprar grãos, cereais e farinhas a granel, porque isso facilita a
procura pelos bichos adultos. Se não for possível, opte pelas embalagens transparentes, para
que possa examinar o seu conteúdo. E fuja dos sacos que apresentem algum furinho – pode
ser indício de que um caruncho ou uma traça entrou ou saiu dali.

Nunca viu um deles? Pois os carunchos (na foto à esq., no arroz) são uma espécie de besouro
com cerca de 0,5 cm, enquanto as traças (na foto à dir., no milho) se parecem com mariposas,
só que menores, com 1 cm, mais ou menos.

Fotos: mingman/iStock e Reprodução de Imuneplace

 

 

 

 

 

Visualizar os insetos adultos até que é fácil, mas encontrar larvas e ovos é quase impossível.
Por isso a importância de transferir grãos e farináceos para recipientes de vidro ou de plástico
grosso com tampa (de preferência, hermética) assim que se chega das compras – sim, você
entendeu bem: antes de começar a consumir esse ou aquele pacote, o conteúdo já deve deixar
a embalagem original (mas lembre-se de anotar a data de validade!). Dessa forma, você
impede que alimentos contaminados disseminem as pragas pela despensa. E, mais uma vez, os
potes precisam ser transparentes, a fim de permitir a busca pelos sinais que os bichos deixam.

E quais são esses sinais? Se perceber buraquinhos nos grãos ou um pó branco no fundo do
pote, provavelmente os carunchos andaram se empanturrando por ali. Grumos na farinha e
grãos empelotados, meio grudentos, podem apontar a presença de traças, já que elas tecem
uma teia para botar seus ovos.

Se encontrar algo assim, pode ter um miniataque de nojo, ok, mas sem desespero! Basta
colocar o produto em um saco bem lacrado e deixá-lo no congelador por três dias: o frio
matará qualquer forma de inseto. Depois, é só descongelar e peneirar, eliminando os
resquícios. E não precisa se preocupar: o alimento estará adequado ao consumo.

Mas, Mica, o sabor e a textura não serão prejudicados? Pode ser, mas é muito melhor isso do
que desperdiçar comida. Além disso, se você simplesmente jogar tudo no lixo, sem nenhum
cuidado, alguma larva ou um adulto pode escapar e voltar a infestar seus armários.

Limpe a despensa todo mês

A propósito, a melhor maneira de impedir que as pragas se apossem da sua despensa é faxiná-
la uma vez ao mês, pelo menos. Retire tudo de dentro dela e passe o aspirador em cada
cantinho e fresta, pois os espaços mais apertados e escuros são os preferidos de traças e
carunchos. Se puder remover as prateleiras, melhor ainda.

Em seguida, limpe tudo (inclusive os potes onde os alimentos são guardados) com detergente
neutro, tomando o cuidado de deixar secar bem. Finalmente, use um pano para aplicar no
móvel inteiro uma solução de álcool com cravo-da-índia (coloque alguns botões dentro da
garrafa e deixe-os lá durante uma semana, até o líquido ficar marrom-escuro), que manterá os
insetos, inclusive baratas e formigas, afastados. Inseticidas e produtos químicos não são
recomendados, pois podem acabar contaminando a comida.

Uma coisa eu digo: depois que adotei essas medidas, nunca mais os carunchos e traças tiveram
vez na minha despensa!

 

Beijos,

Mica <3

SalvarSalvar

SalvarSalvarSalvarSalvar

SalvarSalvar

Alimentos abertos na despensa: saiba como guardá-los Armazenar corretamente evita o ataque de insetos e o desperdício.

4
Micaela Góes segurando potes de alimentos na despensa

Certo e errado são conceitos meio complicados, né? Há tantas nuances aí no meio… Mas quando se trata do jeito de guardar os mantimentos na despensa, ah, certo e errado existem sim!

Então, vamos falar sobre o que é certo.

Depois de abertos, açúcar, cereais, leguminosas, farinhas e outros ingredientes que não pedem conservação em geladeira devem ser transferidos para potes hermeticamente tampados.

Os sacos originais, de plástico ou de papel, podem ser facilmente atacados por aqueles carunchos e traças que insistem em devorar os nossos mantimentos antes de nós mesmos. Às vezes, quando a gente compra grãos e farinhas, compra junto larvas e ovos desses insetos. E, ao colocar os pacotes na despensa, acaba contaminando outros produtos.

Mas, ao transferir o arroz para um pote bem fechado, a gente impede os insetos que eventualmente estejam ali de migrar para outros alimentos. Você vai jogar fora o arroz, mas não vai perder mais nada por causa dele. Entendeu porque é preciso armazenar tudo em potes?

Você já viu neste episódio do Santa Ajuda que espaço não é documento. Tudo depende da maneira que organiza! Pode ser um espaço grande e desorganizado ou um espaço pequeno e em ordem. Bora ver as dicas pra uma despensa organizada?

Os materiais

Os potes de vidro são os ideais: não reagem com os alimentos, não deixam cheiro, conservam melhor os grãos e são mais fáceis de limpar. Além disso, são transparentes, o que é importante para a visualização do que vai dentro deles.

Os de acrílico também se beneficiam da transparência, mas envolvem uma grande polêmica: são ou não são tóxicos? É que os plásticos, de modo geral, têm componentes que são liberados quando o material é aquecido ou resfriado.

Mas ninguém vai aquecer um pote que fica na despensa, correto? Nesse caso, pode usar o acrílico.

Outro material que, a exemplo do vidro, não reage com os alimentos nem deixa cheiro é o aço inox – mas desde que ele não tenha arranhões, tá? A desvantagem do inox é que ele impede a visão do conteúdo.  

Potes de vidro etiquetados para guardar mantimentos

Etiquetas

Todos os potes de mantimentos devem receber duas etiquetas: uma grande para identificar o conteúdo e outra, mais discreta, indicando a data de validade do produto.

Truques para conservar os mantimentos na despensa

Contra o empedramento do açúcar mascavo: adicione ao pote de açúcar algumas ameixas secas.

Contra a umidade do sal: torre o sal antes de guardá-lo, como você já viu aqui nesse post sobre condimentos  ou junte um punhado de arroz cru ao sal.

Contra insetos: coloque uma folhinha de louro seco dentro de cada pote da despensa. Ele não vai dar gosto nos alimentos e afastará traças e carunchos. Faça sachês com os cravos-da-índica e ponha um em cada prateleira do armário de comida.

Contra formigas: experimente manter os potes de açúcar e mel sobre placas anti-formigas. Segundo os fabricantes, formigas da espécie açucareira ou doceira não atacarão.

Gostou das dicas de hoje? Então coloque-as em prática e me conte, aqui nos comentários, qual foi a mais útil! 

Beijos,
Mica ♥