Aprenda a limpar o controle remoto Que tal fazer uma operação de higienização de todos os controles da sua casa e do carro?

0

Imagine uma casa com quatro pessoas, todas elas manipulando os controles remotos dos
televisores, da TV a cabo, dos aparelhos de som, do DVD, dos ventiladores ou dos aparelhos de
ar-condicionado… Não precisa ir longe nos pensamentos para se dar conta do tanto de
gordura, suor e poeira que esses acessórios devem acumular, não é mesmo?
O problema é que em geral a gente só se lembra de limpar os controles quando as teclas
deixam de funcionar bem. São vários os motivos para as falhas, como a entrada de sujeira, o
derramamento de líquidos ou o vazamento das pilhas – aliás, se isso acontecer, a limpeza
precisa ser feita de imediato, como ensina Marcelo Gonçalves, gerente de Marketing e
Comunicação da Sony Brasil. “O vazamento pode causar uma reação com os componentes do
controle, oxidar as peças e até mesmo corroer partes do equipamento.”

Vamos combinar que a hora certa de higienizar os controles vem muito antes de as teclas
falharem ou de as pilhas vazarem. Sendo assim, conheça o passo a passo com três etapas
apenas:
1. Sempre retire as pilhas antes de iniciar a limpeza.

2. Se a sujeira for superficial, elimine-a com um pincel. Se for profunda, “talvez seja
necessário desmontar o controle para ter acesso à parte interna. Nesse caso, o ideal é
procurar um técnico em eletrônica para evitar danos aos componentes”, explica
Marcelo.

3. Para higienizar os equipamentos, o porta-voz da Sony afirma que o melhor produto é o
álcool isopropílico 70. “Ele não danifica a pintura das teclas nem os componentes
eletrônicos, além de ter uma ótima ação germicida.” E alerta: “Outros produtos de
limpeza podem reagir com as partes plásticas, alterar cores e brilho ou até mesmo
deformar o material”. O álcool isopropílico deve ser aplicado em um pano de
microfibra, que não solta fiapos, e então ser passado no controle.

Foto: Iprogressman/iStock

Viu como é fácil? Só não dá para executar a tarefa sem prestar atenção, pois o risco está em
usar força demais na fricção do pano e acabar apagando ou descascando a pintura indicativa
das teclas. E, se borrifar álcool diretamente no equipamento, pode danificar a placa de circuito
eletrônico.

Bora fazer fila de controles para limpeza!

Beijos,

Mica <3

SalvarSalvarSalvarSalvar

Como limpar o celular e o tablet? Você pode higienizar esses aparelhos sem correr o risco de danificá-los. Quer saber como? Veja as dicas de um especialista.

0
mulher limpando a tela do celular

A contaminação de celulares e smartphones por bactérias e fungos não tem pátria. É só dar uma busca na internet para descobrir que pesquisadores do mundo inteiro já constataram que esses dispositivos ganham fácil, fácil de vasos sanitários no ranking dos mais sujos. Isso porque eles passam de mão em mão e vão para todo lado.

Mas a gente não vive sem eles, então só nos resta higienizá-los frequentemente e mudar alguns hábitos. Quais? Por exemplo, não apoiar o celular no chão nem sobre mesas e bancadas de lugares públicos. E nunca – nunca mesmo! – usar o banheiro e pegar o aparelho antes de lavar as mãos. Aliás, vamos combinar: esfregar as mãos com sabonete e água, principalmente após usar o banheiro, é básico. Tem que fazer e acabou. Quanto mais vezes, melhor para a sua saúde.

Recado dado, vamos aprender com Renato Citrini, gerente sênior da área de Dispositivos Móveis da Samsung, como manter limpos não apenas os celulares, mas também os tablets.

mulher limpando a tela do celularFoto: ipopba/iStock

Micaela – Que tipo de produto usar para limpar a tela desses dispositivos? Como deve ser a aplicação?

Citrini – Em primeiro lugar, é importante desligar os aparelhos para diminuir a possibilidade de danos caso algum líquido penetre neles. Para a limpeza periódica, é recomendada a utilização de um pano seco e leve, de preferência de microfibra, que vai eliminar manchas e marcas de dedo. Caso seja necessário, o usuário pode utilizar álcool isopropílico, específico para a limpeza de eletrônicos, que deve ser aplicado em um pano e nunca diretamente nos aparelhos.

Mica – Se as telas forem protegidas por película, muda alguma coisa?

Citrini – O método de limpeza permanece o mesmo. O uso de película às vezes acarreta um acúmulo de poeira na borda, onde a tela encontra a camada de proteção. Para realizar a limpeza nesses trechos, pode-se utilizar um cotonete. [Dica da Mica: o cotonete também serve para eliminar o pó dos buraquinhos do alto-falante, do fone de ouvido e do carregador de bateria.]

Mica – E como é a limpeza do corpo de celulares e tablets? O que se usa e como?

Citrini – O corpo desses dispositivos deve ser limpo da mesma forma que a tela.

Mica – A limpeza pode assegurar um melhor funcionamento dos equipamentos?

Citrini – Boa manutenção e cuidado irão ajudar a estender a vida útil dos aparelhos e preservar a sua aparência de produto novo. A limpeza garante uma maior segurança do ponto de vista da saúde, já que, da forma intensiva como utilizamos esses dispositivos hoje em dia, eles ficam expostos a muitas bactérias que podem fazer mal ao usuário.

Mica – Qual o maior erro que as pessoas cometem ao limpar seus equipamentos? Quais os danos que uma limpeza incorreta pode causar?

Citrini – O pior de todos os erros está em tentar fazer a limpeza interna do aparelho em casa, sem conhecimento nem produtos e ferramentas adequados. Caso esse tipo de limpeza seja necessário, a melhor opção é contar com as assistências técnicas autorizadas. Mas, na higienização externa, os usuários também erram, pois muitas vezes usam água e produtos químicos ou de limpeza, assim como limpam a tela ou o corpo dos dispositivos com panos sujos ou grossos demais, que podem provocar riscos. Também não retiram a poeira e os resíduos de aberturas como as do alto-falante, do fone de ouvido e do carregador.

Alô, alô, minha gente: chega de celular sujo ou limpo de forma indevida!

Beijos,
Mica ♥

Como limpar o notebook? Ei, você tem dado atenção à higienização desse equipamento tão importante?

0
limpando o teclado do computador com pincel

Eu vivo falando sobre a organização do home office e do canto de estudo. Mas, você vai concordar comigo: limpar o seu instrumento de trabalho é igualmente fundamental, né não? A gente faz faxina na casa inteira, em cada cantinho e cada móvel, e esquece do notebook, que passeia por tudo quanto é lugar, e também fica sujo.

Então hoje é dia de dar um trato nele! Mas com muita delicadeza em todas as etapas, hein?

Como limpar o notebook?

Você vai precisar de:

– 2 panos de microfibra;
– 1 pincel com cerdas macias;
– cotonetes;
– álcool isopropílico

  1. Para começar, desligue o aparelho, tire-o da tomada, retire a bateria e todos os dispositivos removíveis, como cartões de memória e cabos;
  2. Limpe primeiro a parte externa, passando um pano seco por cima e por baixo com movimentos delicados;
  3. Parta para as conexões e saídas de ar. Pincele o exterior de cada entrada, cuidando para que as cerdas não se aprofundem. Se for preciso, complete com um cotonete seco, também só externamente;
  4. Abra o notebook e limpe o touchpad com um pano seco;
  5. O teclado exige mais atenção. Pois o pó e migalhas de alimentos alojam-se entre as teclas. Atenção: nunca use aspirador de pó comum, já que ele pode sugar teclas gastas. Se você tiver um modelo apropriado para notebooks, ótimo. Do contrário, passe o pincel de modo suave e vá removendo a sujeira com um cotonete. Finalize com um pano seco;
  6. Tela: pode não parecer, mas ela é bastante sensível. Ao limpar, aplique um pano seco. Se o resultado não for bom, complemente com um pano levemente umedecido em álcool isopropílico – que é bem diferente do álcool comum. Ou naquelas soluções de limpeza específicas para telas de LCD e LED.

Pronto, acabou!

Eu acrescento duas dicas para o dia a dia: evite colocar o dedo na tela para não deixá-la engordurada e mantenha seu notebook fechado quando ele não estiver em uso. Parece bobagem, mas esses cuidados ajudam a preservá-lo em bom estado por mais tempo.

Até o próximo post!

Beijos,
Mica ♥