Organizando a mala do seu filho

O que colocar na mala do seu filho Para uma semana viajando sem os pais, fica muito mais fácil para as crianças se as roupas forem arrumadas por look diário

Julho é mês de férias escolares, mas não é todo pai nem mãe que pode viajar nessa época do ano. Se você vai despachar a cria por uma semana para a casa dos avós, um acampamento ou uma colônia de férias, veja o que – e como – deve colocar na mala.

Como estamosno inverno e as roupas de frio são mais volumosas, talvez a malinha de bordo não seja suficiente. Então, planeje-se com antecedência para não passar aperto na última hora. Os modelos com rodinhas são melhores porque a própria criança consegue manejá-los. E isso é ainda mais importante no caso de viagens com uma turminha da mesma idade, quando dificilmente haverá monitores para carregar as coisas da garotada.

Antes de mais nada, informe-se sobre o clima na região e sobre as temperaturas previstas para o período da estadia. Pense nas atividades que serão realizadas pois isso determinará o guarda-roupa de férias. Em geral os organizadores de acampamentos e colônias de férias enviam uma lista com os itens a ser levados, mas como nem sempre isso acontece, faça a sua parte para que seu filho não se prejudique nem você se culpe depois.

As orientações a seguir foram pensadas para a garotada de 6 a 10 anos, mas não são regras, tá? Quanto mais velho seu filho for, mais importante é envolvê-lo na escolha do que levar.

Serão necessários pelo menos quatro nécessaires de diferentes tamanhos. Um deles é só para escova de dentes, pasta e fio dental.

A segunda bolsinha serve para a hora do banho e leva shampoo, condicionador, sabonete líquido, pente, escova e desodorante (caso a criança já use). Vale a pena comprar potinhos de tamanho reduzido para mandar só a quantidade necessária dos três primeiros produtos.

O terceiro nécessaire reúne protetor solar e repelente.

No caso das meninas, convém juntar em uma bolsinha presilhas de cabelo, elásticos, faixa e outros acessórios que elas gostam de usar.

Faça um kit de primeiros socorros que deverá ser entregue ao responsável pela criança durante a viagem. Dentro do nécessaire coloque os remédios que eventualmente a criança esteja tomando, curativos, antisséptico, antitérmico e termômetro. Inclua a carteirinha do convênio médico e informações sobre o tipo sanguíneo do seu filho, o peso dele, se tem algum tipo de alergia… E acrescente o seu telefone e o do pediatra.

Separe as roupas: dois pijamas, duas ou três roupas de banho (biquínis, maiôs ou sungas), uma calça jeans, um ou dois cachecóis, um gorro, um boné, uma jaqueta impermeável e três ou quatro agasalhos de moletom e/ou fleece. Se sua filha gostar de vestidos e esse traje for adequado ao destino, coloque um modelo na mala.

E organize os looks diários:
– camiseta regata ou de manga curta
– camiseta de manga comprida
– short ou bermuda ou calça de moletom (pense num total de sete peças variadas)
– par de meias
– cueca ou calcinha (se a menina já usar sutiã, acrescente)

Coloque cada um desses looks em um saco plástico com fecho zíper, um para cada dia: assim, de manhã, a criança só precisa pegar um desses kits e os agasalhos que forem necessários.

Lembrete 1: se a viagem for para um destino quentinho mesmo no inverno, reduza os agasalhos. Se for frio demais, diminua o número de shorts e bermudas.

Lembrete 2: como roupas íntimas e meias ocupam pouco espaço, vale mandar peças extras.

Lembrete 3: se a criança for para um lugar onde seja possível lavar roupa, talvez você possa mandar menos itens.

Quanto aos sapatos, dois pares de tênis e um par de chinelos são suficientes. Se o lugar for quente, mande uma sandália também. Coloque cada par em um saquinho de TNT.

Saco Zip mala

Ao preencher a mala, comece pelo que é mais pesado: sapatos e nécessaires. Por cima, arrume o jeans, a jaqueta, o vestido (se for o caso) e os moletons. Em seguida vêm os saquinhos com os looks diários. Nas laterais, acomode os cachecóis, o gorro, o boné, um saquinho com as roupas de banho e outro saquinho com as meias e roupas íntimas extras. E não se esqueça de uma dessas mochilinhas do tipo saco, bem fininhas: elas são ótimas para juntar a roupa suja.

Quando se vai para acampamentos, o costume é levar toalhas de banho e de piscina, lençóis, cobertor, travesseiro e saco de dormir: siga o que os organizadores pedirem.

Para os que vão visitar os avós ou tios, em geral dispensa-se essa parte da bagagem, mas como prevenir é melhor do que remediar, pergunte se deve mandar algum desses itens.

No caso dos menorzinhos, brinquedos são essenciais, então peça a seu filho que escolha alguns para levar, mas procure o equilíbrio entre quantidade e volume.

Celular, tablet e jogos eletrônicos são um capítulo à parte. Se o acampamento proibi-los – o que é comum –, não há o que discutir. Livros tendem a ser permitidos. Já na casa de familiares, é mais difícil querer que seu filho deixe de lado os eletrônicos, portanto, não se esqueça de mandar junto os carregadores. E aproveite para pedir que ele faça fotos das férias para mostrar em casa depois!

Beijo,
Mica

2 Comentários

  1. Adorei os sacos plásticos. Onde posso comprar igual?

Deixe seu comentário