Já para a geladeira! Boa parte dos legumes, frutas e hortaliças são extremamente sensíveis ao calor – portanto, pedem consumo imediato ou refrigeração contínua. Aprenda a identificá-los!

Num post anterior, eu listei vegetais que não precisam ou que não devem ser guardados na
geladeira. Agora, vamos conferir aqueles que não só adoram como necessitam do friozinho?

Frutas de casca fina

A dica da nutricionista Vivian Zollar, da assessoria alimentar Qualy Food, é simples e eficiente:
“Quanto mais fininha for a casca da fruta, mais delicada e suscetível ao mofo ela será”.
Pensando assim, fica fácil entender porque o morango e a uva, por exemplo, devem ir direto
para a geladeira. O mesmo vale para o caqui rama forte, o kiwi e o tomate cereja.

Frutas bem madurinhas

Seja manga, mamão, pêssego, ameixa… quando estão no ponto, é sinal de que logo as frutas
vão passar dele. O ideal, nesse momento, é consumi-las, mas, se isso não for feito
imediatamente, o refrigerador garante um chorinho, prolongando a vida útil dos itens. “Frutas
já cortadas podem ser guardadas em potes fechados no refrigerador e consumidas com
segurança em até dois ou três dias”, explica Vivian.

Legumes em geral

Cenoura, beterraba, chuchu, berinjela, abobrinha… o gavetão inferior da geladeira foi feito
para eles. Guarde-os em sacos plásticos limpos ou potes com tampa a fim de evitar
contaminações e protegê-los da umidade excessiva. Há quem considere o tomate e o pepino
mais saborosos se mantidos em temperatura ambiente, então você pode fazer o teste e
descobrir se compartilha da opinião – mas saiba que, nessa situação, eles precisarão ser
consumidos mais rapidamente.

Foto: karammiri/iStock

Salada

As hortaliças devem fazer companhia aos legumes na parte de baixo do refrigerador, onde a
temperatura é mais amena. Como você já viu aqui, o melhor negócio é lavar, secar e guardar
as verduras com capricho assim que voltar das compras. A armazenagem também pode ser

feita em sacos e potes plásticos, mas o melhor dos mundos é contar com potes herméticos de
vidro – e acrescentar papel toalha embaixo ou acima das folhas. O mesmo pode ser feito com
as ervas frescas, caso você não queira deixá-las na água, como indicado no post anterior.

Beijos,

Mica ♥

SalvarSalvar

SalvarSalvar

Deixe seu comentário