lampadas

Como fazer o descarte de lâmpadas? Lâmpada não combina com lixo comum, quando ela queima ou quebra, entregue-a em postos de coleta especializada.

A gente já aprendeu o lugar certo de descarte dos remédios, então, no post de hoje, eu ensino os cuidados que você deve ter ao descartar as lâmpadas em casa. Vem comigo!

Provocar cortes em quem as manuseia é só um dos problemas que as lâmpadas oferecem quando são jogadas no lixo comum. Se forem do tipo fluorescente, ainda existe o risco de contaminação por mercúrio e chumbo. Metais tóxicos que vão no interior desses produtos.

Inalado ou em contato com a pele, o mercúrio pode causar muito mal. São tremores, náuseas, dores de cabeça, delírios, perda de reflexos, coceira, vermelhidão e outros sintomas. Se for ingerido, pode levar a úlceras. E quem tem contato prolongado com esse metal pode ter mau funcionamento do fígado, dos rins e do cérebro.

Imagine que, ao sair da sua casa, o lixo ainda passa pelas mãos de funcionários do prédio (se você morar em um), dos garis que trabalham nos caminhões de coleta e, muitas vezes, vai parar em lixões. Onde crianças, adultos, velhos e animais estão em busca de qualquer coisa que lhes sirva. Sem contar que os resíduos acabam chegando ao lençol freático e aos rios. Ou seja, se você descarta uma lâmpada do mesmo jeito que descarta restos de comida, coloca em perigo um monte de gente e a natureza.

Entendeu porque é tão importante entregar as lâmpadas – em especial as fluorescentes – para o descarte correto? Se você não conhece nenhum posto de coleta perto da sua casa, entre no site do eCycle e, entre os Postos de Reciclagem. Aí é só procurar por aqueles que recebem os diferentes tipos de lâmpadas.

A natureza, a humanidade e eu agradecemos.

Beijos,
Mica ♥

Imagem: Free Images/Mario Alberto Magallanes Trejo

1 Comentário

    Deixe seu comentário