O que fazer depois da mudança? – parte 4 O dia D chegou: e agora? Tire suas dúvidas sobre como encarar as primeiras 72 horas na casa nova

0

Ao longo desta série de posts sobre a mudança, eu sugeri ações de planejamento que devem ser tomadas 30, 15 e três dias antes da mudança de endereço, mas não é que ainda há assunto? ☺

Foto: Monkeybusinessimages/iStock

A melhor forma de encarar as horas iniciais no novo lar é pensar nesse período como uma viagem de três dias. Não uma viagem rumo a um hotel, mas rumo a uma casinha alugada para a qual a gente precisa levar não apenas itens de uso pessoal, mas também roupa de cama e de banho, travesseiros, pano de prato, comida, água mineral, produtos para lavar a louça, papel higiênico, sabonete etc.

A mudança é um momento de muita movimentação, que exige as atenções da família inteira. Então, o planejamento feito antes tem como objetivo permitir que todos se instalem logo e com a garantia de um mínimo de conforto. Se cada membro da família e eventuais funcionários tiverem uma malinha com mudas de roupa (pensando em trabalho, escola, lazer e pijama) e produtos de uso pessoal para três dias, ninguém dependerá de desencaixotar nada na hora errada.

Suprimentos para a cozinha

Além das malas individuais, monte uma bolsa com itens de cozinha: uma cafeteira pequena, uma comprinha para café da manhã, sanduíches, biscoitos, uma comida caseira congelada ou uma refeição de preparo rápido, como macarrão… Você pode, por exemplo, preparar uma carne moída antecipadamente e depois usá-la num molho de macarrão. Acrescente, ainda, um jogo básico de louça: se vocês são quatro, leve quatro pratos, quatro jogos de talheres, quatro copos e quatro xícaras.

Tem uma coisa que a gente costuma esquecer, então eu lembro aqui: água mineral. Gente, é bom dispor de um engradado inteiro, até porque os meninos da transportadora também vão pedir água. Os itens de geladeira você pode conservar em um cooler com gelo e levá-lo para o endereço novo por conta própria, antes da mudança chegar. Aliás, faça o mesmo com o kit básico de louças e a água.

Banheiro

Ah, sabe o que mais é legal fazer antes? Montar os banheiros. Sim, depois da faxina pré-mudança, equipe-os com papel higiênico, shampoo, pasta de dente, sabonetes (na pia e no chuveiro), toalhas de banho e de rosto… Será bem mais confortável ter os banheiros prontos enquanto a mudança estiver acontecendo.

E por falar em conforto, vale a pena instalar as cortinas e as luminárias antes de desembarcar com as malas. Pense: você vai usar os modelos que já tem ou precisará comprar ou encomendar itens novos? Se for reaproveitar, pode muito bem retirar as peças do endereço antigo uns dois dias antes e já colocá-las na casa nova.

Visita dos técnicos

Programe para o dia seguinte, a visita dos técnicos que forem necessários para concluir a instalação de equipamentos e serviços: ar condicionado, fogão a gás, internet, TV etc. Para isso, antes você deverá verificar se as tomadas são compatíveis e se estão bem posicionadas. Se for preciso alterar algo, chame um eletricista.

Quais cômodos montar primeiro?

Depois que o mobiliário estiver no lugar e a equipe de mudança bem longe, é possível iniciar a montagem da casa. Comece pelas camas, pois tudo o que você e sua família mais desejarão é mergulhar nelas após tomar banho e comer – em um restaurante ou pedindo uma refeição delivery: nada de se aventurar na cozinha nesse primeiro dia!

No dia seguinte, prossiga a montagem pelos quartos e closets. Quando começar uma caixa, vá nela até o fim, desmonte-a e tire-a do ambiente. É muito importante que você esvazie cada caixa de uma vez. Do contrário, terá um monte de caixas mexidas e nenhuma concluída.

Finalizados os quartos, a sequência de montagem continua com a cozinha e a despensa; depois, vem a área de serviço. A sala fica por último, já que costuma ter menos coisas para ser armazenadas. Como você não precisará perder tempo cozinhando durante essas primeiras 48 ou 72 horas – afinal, já resolveu essa questão antes – será muito mais rápido colocar a casa em ordem e vê-la linda como você imaginou!

E agora, depois dessas últimas dicas, eu prometo não falar mais sobre mudança – a não ser que você peça, claro!

Beijos,
Mica ♥

Como organizar a mudança de endereço – parte 3 Saiba o que fazer 3 dias da mudança.

0

Se você seguiu o roteiro de planejamento e preparativos até aqui, falta bem pouco! As últimas providências começam 3 dias antes.

Termine de empacotar o que falta, mantendo em separado os itens mais delicados e valiosos para que você mesma os leve. Cada um na família deve organizar uma mochila com algumas mudas de roupa, produtos de higiene pessoal, remédios de uso diário, carregador de celular e eletrônicos. Um kit básico de ferramentas é muito bem-vindo!

Foto: Jacoblund/iStock

Informe-se sobre o comércio nas redondezas da casa nova para saber a localização de mercados, farmácias, restaurantes e tudo o que puder ser útil no dia da mudança.

Cheirinho de casa nova e limpa!

Endereço novo pede uma faxina memorável, por isso leve para o local todos os materiais e utensílios de limpeza necessários. Se chamar uma diarista, pergunte se ela precisa de algum produto específico, a exemplo de removedores.

Foto: Freeimages/Lissandra Barros Mendonça

Como o imóvel estará vazio, capriche na limpeza dos rejuntes de pisos e paredes cobertos de cerâmica, nos rodapés, nas janelas e venezianas, no interior dos armários embutidos e nas louças sanitárias.

Certifique-se de que a equipe de mudança tem todos os dados corretos, incluindo os dois endereços e os seus contatos. Em caso de prédios com zelador, relembre-os da mudança e informe horários e nomes das pessoas envolvidas.

Na véspera do dia D, a geladeira deve ser esvaziada e desligada — mantenha-a com as portas abertas para que seque bem. Caso tenham restado alguns alimentos nela, coloque-os em bolsas térmicas ou em um cooler. E verifique o manual do equipamento: após a movimentação, vários aparelhos exigem que se aguardem algumas horas antes de religá-los.

Viu, só? Não foi tão difícil assim!

Como organizar a mudança de endereço – parte 2 Vamos pra segunda parte dessa série sobre mudanças! Agora que você já planejou tudo direitinho, dê a largada nos preparativos 15 dias antes da mudança.

0

Lembra daquela lista de empresas que precisam ser avisadas da mudança de endereço que eu mencionei no post anterior? Comece a fazer as notificações e a agendar as visitas dos instaladores. Vale, ainda, já alterar seu cadastro em sites de e-commerce.

Caso aproveite a ocasião para trocar um móvel ou eletrodoméstico, verifique as dimensões do produto para saber se ele cabe no novo lar. Confira o prazo de entrega – caso ela aconteça antes da mudança, certifique-se de que haverá alguém para receber a encomenda.

Foto: GPointStudio/iStock

Se você mora ou vai morar em apartamento, avise ao síndico sobre a mudança, pois muitos condomínios possuem restrições de dia e horário. Não é questão de burocracia. A medida ajuda todo mundo a se programar, reduzindo transtornos no uso do elevador ou evitando que duas mudanças aconteçam na mesma data. Conversando, é possível até reservar uma área de estacionamento para o caminhão.

Aliás, quanto mais perto ele conseguir parar (tanto no endereço antigo quanto no novo), mais ágil será o processo de carregar as caixas de um lado para o outro. Dê uma olhada na disponibilidade de vagas na rua e verifique se no dia haverá feira livre ou algum outro evento que prejudique o trânsito ao longo do trajeto ou nas proximidades.

Decidir quem fará a mudança merece atenção. Peça indicações a conhecidos, pesquise a reputação das empresas na internet e faça vários orçamentos. Algumas transportadoras realizam somente o carreto, enquanto outras oferecem o serviço de embalagem e a opção de um seguro – e aí, é claro, há uma diferença e tanto no preço.

Se você e sua família forem empacotar tudo, providencie o material: caixas, fita adesiva, plástico bolha, jornal, etiquetas…

Faça a triagem do que vai e do que fica

Você não achou que eu esqueceria de recomendar uma minuciosa triagem, não é mesmo? Os dias anteriores à mudança são a ocasião ideal para empacotar o que é bom e tem serventia e se desfazer daquilo que não presta mais e deve ir para o lixo, reciclável ou não. Com certeza você também encontrará utensílios, brinquedos e roupas que não são mais usados, porém estão em bom estado – encaminhe-os para doação.  

Planeje-se para realizar uma triagem em cada um dos ambientes da casa antes de encaixotar seus pertences – nada de levar coisas inúteis para o novo lar! Nem de dar conta de tudo sozinha: envolva sua família no processo. Ao embalar, inicie pelos itens de uso mais remoto e não encha demais as caixas: vá testando o peso à medida em que coloca as coisas. Anote em cada caixa o conteúdo.

Outra providência importante é programar as compras de alimentos para tentar consumir tudo até o dia da mudança. Mas, se perceber que restarão alguns itens na geladeira, verifique se a transportadora disponibiliza bolsas térmicas e coolers para o dia da mudança ou providencie você mesmo esses acessórios.

Por fim, peça a algum parente ou amigo que fique com as crianças no dia da mudança. O mesmo vale para os bichos de estimação, que podem, ainda, ir para um hotel ou creche.

O dia está chegando! No próximo post, falo sobre os últimos preparativos.

Beijos,
Mica ♥

Como organizar a mudança de endereço – parte 1 O primeiro post desta série aponta tudo o que é preciso fazer nos 30 dias anteriores à mudança.

1
caixa de mudança

Não importa se você está indo para outra cidade ou para outra vizinhança – mudar de endereço é sempre uma experiência empolgante, pois simboliza o início de uma nova etapa. A única parte chata é, bem, a mudança em si. Caixas por todos os lados, gastos que parecem não ter fim, um milhão de providências para tomar… Caos!

caixa de mudança

Foto: Freeimages/Melissa Balkon

Calma, respire. Mantendo o foco e a organização, dá para minimizar a confusão. Tudo começa cerca de um mês antes do dia D, com um bom planejamento.

Medir é preciso

pessoas medindo parede de casaFoto: Lordn/iStock 821849088

É então que a trena se torna sua companheira inseparável! Use-a para tirar as medidas dos maiores itens que tiver em casa: cama, sofá, mesa, estante e outros móveis, bem como geladeira, máquina de lavar roupa e outros eletrodomésticos. No endereço novo, meça cada um dos cômodos – a ideia é verificar se tudo vai caber. Para ter uma noção de como distribuir o mobiliário nos novos espaços, confira as dicas da jornalista Cristiane Teixeira, minha colega no blog Minha Casa Minha Cara.

Também é imprescindível medir portas, corredores, elevadores (principalmente o de serviço) e escadas de ambos os imóveis: assim você evita surpresas desagradáveis no momento da mudança, como descobrir que o estofado não passa pela entrada. Com todos esses dados em mãos, você pode antecipar a desmontagem dos pés da mesa de jantar, por exemplo. Ou, ainda, doar ou vender aquilo que realmente não tiver lugar no futuro endereço.

Checagem das instalações

torneira de pia

Foto: Freeimages/Angel Norris

Na nova moradia, teste interruptores, tomadas, portas, janelas, armários, gavetas, torneiras, vasos sanitários e aquecedores de água. Se for o caso, contrate um profissional – como um eletricista, para dar uma olhada na fiação – e, então, providencie os reparos. Em imóveis alugados, essa vistoria é de praxe e costuma ser feita pela imobiliária ou pelo proprietário. Você pode acompanhá-la pessoalmente ou pedir uma cópia do relatório. Seja como for, não deixe de fazer sua própria avaliação – tire fotos e reclame caso encontre algo que funcionando mal.

Por falar em imóvel alugado, se estiver saindo de um, combine com o proprietário as condições em que você irá entregá-lo. Se necessário, inclua gastos com reparos e pintura na sua planilha – ah, sim, você precisa montar uma para organizar o orçamento.

Transfira a assinatura de revistas mensais nesse momento e liste todas as empresas que precisam ser avisadas da mudança de endereço, como fornecedores de água, luz e gás, bancos e provedores de serviços de TV a cabo, internet e telefone.

Tudo certo até aqui? Então aguarde o próximo post: ele será sobre botar a mão na massa para preparar o grande dia! Mas se não aguenta de ansiedade, veja aqui um checklist para quem está fazendo a primeira mudança! 

Beijos,
Mica ♥